Fuga em Windansea

Surfista foge de guarda-vidas em San Diego (EUA) e esquenta debate sobre a prática do esporte nos Estados Unidos durante a pandemia.

0
Dezenas de pessoas assistem à fuga do surfista que pegava onda com um amigo.

Dois surfistas foram pra água na última quinta-feira (16) em Windansea, San Diego (EUA), e acabaram expulsos do mar por guarda-vidas. Todas as praias da cidade norte-americana estão fechadas e quem descumprir a lei corre o risco de pagar US$ 1.000 de multa. A imagem de um deles saindo do mar e correndo pela rua viralizou na internet, reaquecendo o debate sobre a prática do surfe nos Estados Unidos em tempo de pandemia do Covid-19.

Nas redes sociais, muitos apontavam que dezenas de pessoas estavam na rua naquele momento, acompanhando toda a situação, enquanto o surfista saía do mar onde estava apenas na companhia de um amigo.

Quem também entrou no debate foi a candidata à prefeitura de San Diego, Barbara Bry, que concorda que o surfe pode ser praticado seguindo os protocolos de distanciamento social.

Na mesma quinta-feira (16), o surfe foi liberado na cidade de Santa Cruz, também na Califórnia. A proibição durou pouco mais de uma semana.

Os Estados Unidos sofrem com a pandemia de Covid-19 e são o país com o maior número de mortes por causa da doença. Segundo o centro de controle de doenças norte-americano, até a sexta-feira o país registrava 661.712 infectados e 33.049 mortos.

Fontes: Kusi News e Estado de Minas.